Não interessa aos libertários saber quantos são, pois nas suas hostes não se recrutam agentes do poder e muito menos se atribuem números aos militantes. (carlos fonseca)

"Sou um bug ou dois na minha vida". (lena berardo)

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Estou a ficar com fome

Seguia para casa sozinha como era já hábito nos últimos duzentos e trinta e sete anos.
O sol estava atrás dela a reflectir no fato de metal pesado que tinha sido usado para matar milhões de seres humanos, numa outra terra, num outro mundo.
Nada a esperava.
Aquele lugar era inóspito e mesmo assim nunca tinha visto uma tão grande miscelânea de seres.
Dah!... Algo lhe roçou na face que ela arredou com  a mão.
Que é isto? Um insecto? O bicho (seria mesmo um insecto?) caiu no chão. Será que se podia chamar chão áquilo?
Parou a sua caminhada já que não tinha  motivos para ter pressa e um insecto (se é que era um insecto) não se via todos os dias...
Eia! Colorido! Vermelho??? Não. Não pode ser... Devo estar com alucinações daquele tratamento que me fizeram da última vez que fui apanhada pelos Trickets e me raparam os pêlos do braço direito. De um dos braços direitos, para ser mais precisa. Raparam-me os pêlos e raparam-me o braço. Fiquei com um direito e dois esquerdos...
Deixa-me ver outra vez...
Mas é mesmo... é uma joaninha... :)
Apanhou-a com muito cuidado. Aproximou-a do olho para ver melhor e comeu-a.
Cuspiu logo de seguida.
Logo vi. É um brinquedo. E logo havia de ser de metal. Dura de roer... Bah!

8 comentários:

LN disse...

A única coisa que me apetece dizer, ou comentar, depois de ler isto, é: marado.

joaninha versus escaravelho disse...

Olha que já nem em lembrava que tinha escrito isto... :)
Ai, ai... ando linda, ando... :)

LN disse...

É bom sinal: de que tem pouca importância. :)

joaninha versus escaravelho disse...

Ah, sim! Foi só um reflexo de fome. :)

LN disse...

Quase parecias a Mylia do Jerusalém. :) Ou fizeste-me lembrar dela. Grande personagem.

joaninha versus escaravelho disse...

Sabes como é Diogo...
Sou uma surpresa tão grande que até eu me desconheço. :)

João Amaral disse...

Gostei particularmente do final inesperado. Confesso que à medida que ia lendo, ma ia perguntado: afinal, como é que isto vai acabar? E acabou muito bem! Fantástico.

joaninha versus escaravelho disse...

Acabou depressa porque eu estava mesmo com fome. :)