Não interessa aos libertários saber quantos são, pois nas suas hostes não se recrutam agentes do poder e muito menos se atribuem números aos militantes. (carlos fonseca)

"Sou um bug ou dois na minha vida". (lena berardo)

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Continuação das minhas aventuras em Oliveira

Dizia-me a P há pouco no Fritz depois de lhe perguntar se ia ver o Juca:
-Sou capaz... mas depois se não me interessar venho-me embora. Não vou lá ficar só porque acham que é fino. Aparece aqui depois do jantar e vamos lá ver.

É por estas e por outras que acabo por ir sempre sozinha a tudo o que é espectáculo.

4 comentários:

Shadow One disse...

Não querendo depreciar o Juca, que não conheço, nem faço a minima ideia que musica toca, hoje no Porto tocam os Fields Of The Nephilim, pedra basilar do gótico. E em Torres Novas toca o Marc Copland, musico e pianista de embasbacar.

E eu vou ficar em casa, a ouvi-los em disco e imaginar que estou lá...

Por iso não te queixes. Há quem tenha sorte pior...

joaninha versus escaravelho disse...

Isso das pedras tem muito que se lhe diga...
E não é uma questão de ser o Juca a tocar, porque gosto muito de o ouvir e é o meu professor de cavaquinho. O meu lamento foi no sentido de ver e ouvir sempre as mesmas pessoas. Eu entendo que se tem que dar valor às pessoas de cá mas também gostava de ouvir as de lá... :P
Ahahah! Parece que ainda não me conheces :/

Shadow One disse...

Eu só me rodeio de femeas.

Até parece que ainda não me conheces...

joaninha versus escaravelho disse...

:)
Pois...
Lei da atracção de cargas opostas...