Não interessa aos libertários saber quantos são, pois nas suas hostes não se recrutam agentes do poder e muito menos se atribuem números aos militantes. (carlos fonseca)

"Sou um bug ou dois na minha vida". (lena berardo)

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Ando sempre a monte...


Sou e serei sempre uma ovelha tresmalhada.
Ainda não tinha percebido muito bem como funcionam os "blogues colectivos". Não aqueles de duas ou três pessoas que partilham um blog por terem alguma afinidade, mas aqueles a que por vezes fazem referência noutros blogs, em que há concursos e propostas e desafios... (Isto porque vi agora um blog que começou em Outubro, tem 11 posts e tem 176 seguidores. Pensei: Isto é um fenómeno!!!)

Verifiquei agora que o homem é mesmo um ser social e tem muita dificuldade em estar sozinho.
Faz-me confusão a necessidade de enquadramento do ser humano.
Para mim, este blog e os outros que tenho e onde vou escrevendo o que me passa pela cabeça, servem para isso mesmo. Para mim.
Não sinto necessidade de saber que sou lida, que tenho muitos seguidores e muito menos não tenho necessidade que me digam que escrevo bem ou mal.
Portugal não é um país de poetas.
Portugal é um país de analfabetos em que muitos deles têm blogs e que dão erros de português que não se permitem a um português, quanto mais a um poeta.
Já há tanta alienação no dia a dia e na vida que não consigo entender como pode o ser humano ao tentar fugir do stress, da rotina e da falta de outras perspectivas vir escrever para um blog e ter necessidade de se juntar em rebanhos.
Sou do Sporting ou do Benfica ou do Porto.
Sou de Esquerda ou de Direita ou até Bloquista ou Socialista.
Tenho que me inscrever na Associação dos que não gostam de Correr. Tenho que me inscrever num ginásio. Sou vegetariana porque está na moda. Vou ler José Rodrigues dos Santos porque toda a gente lê.

Também não entendo qual o tipo de pensamento que alguém pode ter para criar um blog desse género?
Será que é alguma editora que pretende descobrir um autor especial?
Será que é alguém ligado à comunicação social que pretende apenas ver o seu trabalho facilitado por haver dezenas de outras pessoas que lhe escrevem com montes de ideias que ele pode desenvolver?
Será aquela cena do conto do vigário?
É mais uma rede social?
Porque será que o ser humano gosta assim tanto da alienação?

E porque será que eu não gosto nada disso?

13 comentários:

Gaby Almeida disse...

Bom eu gosto qndo as pessoas vão la no meu blog e dxam um opinião sobre o que escrevi, mas geralamente escrevo pra desabafar, é como se eu tivesse falando com alguem só que de uma forma mais segura... num sei bem...

joaninha versus escaravelho disse...

Também gosto que comentem o que escrevo. :)
Mas não era a blogs do tipo do teu que me estou a referir.
São blogs que funcionam mesmo como redes sociais e apenas questiono comportamentos. Não os pretendo julgar. :)
Aliás, até a mim me questiono de mim própria... :D

olinda silva disse...

Aqui está uma questão interessante.
O que é que me motivou para fazer um blog? Sou uma sortuda com os amigos que tenho: tenho com quem falar; desabafar; desatinar e divagar.
No entanto parecia que me faltava alguma coisa, tinha ainda coisas para partilhar e se calhar com um universo desconhecido.
Pôr-me à prova?
Testar-me perante opiniões de pessoas que não escolhi para meus amigos, outras ainda que se as conhecesse pessoalmente não seriam minhas amigas?
Uma coisa tenho a certeza, é a partilha que me move em primeiro lugar, por isso gosto de ser lida e adoro ler as opiniões, são um sinal de missão cumprida. Mas não me interessa de todo fazer parte de um rebanho, ou ser catalogada com alguma coisa, até porque sou bastante inconstante e gosto de acordar livre para ser o que quiser. Tenho obrigatoriedades que cheguem com a minha família e com o meu emprego, no resto quero ser absolutamente espontânea e livre.
Por isso blogo o que, quando e como me apetece…
Beijos dos meus…

joaninha versus escaravelho disse...

É isso mesmo! :)
Não estamos no 25 de Abril mas porque não proclamar a liberdade de ser todos os dias? :)

Anônimo disse...

Oi!!!
Consegui achar-te, procurei e encontrei, tudo de bom minha querida.
Sofia Arganil

C.Sanches disse...

Olá querida de quem é o Blog?

joaninha versus escaravelho disse...

Olá Cat!
Não sei qual foi o blog. Não gostei do tipo e não o guardei. Mas deve haver muitos. Aquele apareceu-me por acaso. Já conhecia o conceito e só pretendi mostrar a minha posição, o meu ponto de vista.
Beijitos

TERESA SANTOS disse...

Caí aqui hoje, quase que de "pára-quedas". Não te conhecia, comecei a espreitar e, deparo-me com esta tua questão.
Parei, porque já me tenho interrogado várias vezes, sobre a razão de ser, a pertinência e a importância de tudo isto.
Quando comecei a ter contacto com alguns blogues senti-me a entrar num mar de náufragos, náufragos á espera de uma qualquer âncora e, francamente, não foi uma sensação agradável.
Agora, passados alguns meses e fazendo o balanço dos mesmos, concluo que tenho encontrado blogues muitissimo interessantes onde, mais do que partilhar ideias, há uma partilha de interesses, de posturas, de saberes.
Quer queiramos, quer não, vamos seguindo aqueles que nos dizem mais, ou não será assim?!

joaninha versus escaravelho disse...

Olá Teresa
Claro que sim. Claro que seguimos aqueles cuja escrita se nos identifica.
Partilhamos, trocamos, debatemos ideias com pessoas com quem empatizamos, sem nos conhecermos pessoalmente a maioria das vezes. Há quem tenha um blog por se sentir só, mas muitos mais motivos haverá.
Eu tenho um não, três, porque sinto necessidade de escrever o que me vai na cabeça. Podia escrever no papel ou falar com alguém, mas há coisas que não se falam. Por exemplo o que eu escrevo no meu blog "Os meus Desvios". Mas isto é o que eu penso e nem todos somos iguais. Respeito outras formas de ser e pensar. Este meu post é apenas um desabafo meu, porque não entendo o fenómeno de fazer concursos em que todos escrevem sobre o mesmo tema, por exemplo. Mas isto, repito, sou eu. Até finalizo o post com uma questão a mim mesma: Porque sou eu assim?
Agora vou ver o teu blog. :)
Não é isso que acho estranho

TERESA SANTOS disse...

Já foste? Que tal?! Deu para ficar com uma ideia?!!!

TERESA SANTOS disse...

Uma ideia do meu blog, claro!

joaninha versus escaravelho disse...

Teresa, não percebi. Que ideia? :)

TERESA SANTOS disse...

Se gostas, o que achas, qual a tua opinião sobre a minha "casinha bloguenta".!
Beijinho.