Não interessa aos libertários saber quantos são, pois nas suas hostes não se recrutam agentes do poder e muito menos se atribuem números aos militantes. (carlos fonseca)

"Sou um bug ou dois na minha vida". (lena berardo)

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Eu tenho sempre razão! Até podia ir para Presidente da República. Querem mais um exemplo de mundo machista?

Irão condena à morte mãe de dois filhos por adultério

por LUMENA RAPOSOHoje
Irão condena à morte mãe de dois filhos por adultério
Três juízes, por "convicção", decidem que Sakineh Ashtiani será executada por lapidação.
"Tudo o que peço é uma carta. Quero uma carta para a minha querida mãe. Por favor, escrevam a carta de perdão porque ela é inocente, 100% inocente." Este é o mais recente apelo lançado por Sajjad Ghadarzade, de 22 anos, aos responsáveis iranianos em defesa de Sakineh Mohammadi Ashtiani, a mulher que a "convicção" de três juizes condenou à morte por lapidação. Uma decisão que voltou a colocar o Irão no banco dos réus da comunidade internacional.
A lapidação, ou seja a morte por apedrejamento, foi classificada por John Kerry como "uma punição bárbara". Para este democrata, presidente da Comissão de Relações Externas do Senado dos EUA, o Governo do Irão "deve abolir tal método como uma forma de punição legítima". Howard Berman, presidente da Comissão de Relações Externas da Câmara dos Representantes dos EUA, considerou a decisão "desumana".
Em Londres, várias vozes - inclusive de artistas como Colin Firth e Emma Thompson - insurgiram-se contra a "sentença dos três juizes". "A lapidação é uma punição medieval que não tem lugar no mundo moderno", disse Alistair Burt, responsável no Ministério dos Negócios Estrangeiros.
"Profundamente preocupada" com as notícias de execuções iminentes no Irão, entre elas a de Sakineh, foi como se afirmou a chefe da diplomacia da União Europeia, Catherine Ashton.
In DN - O título do post tem o link para a notícia

2 comentários:

LN disse...

4º mundo...
é uma tristeza isto.

porque não aprovaste o meu comentário ali abaixo? era ofensivo [?!]

joaninha versus escaravelho disse...

Não tinha lido isto até ao fim. Estou cheia de trabalho. E não era ofensivo. Eu publiquei-o, mas devo tê-lo apagado sem querer, quando andei a limpar a caixa do correio ontem à noite.